Calhas e rufos: entenda as diferenças entre os dois materiais

As calhas e rufos são elementos essenciais em qualquer projeto de construção. Você sabe qual é a diferença entre eles e como escolher o melhor modelo?

Neste artigo, vamos explicar sobre cada um e qual é o mais indicado durante um processo de construção. Mas uma coisa deve ser ressaltada: antes de adquirir qualquer um desses materiais, é preciso analisar bem o local de instalação e suas especificidades, pois o mercado é variado e nem sempre um modelo será adequado para as mesmas situações.

O que são as calhas?

As calhas são os canais responsáveis pela coleta das águas pluviais (provindas das chuvas) e que correm pelos telhados e terraços de casas ou construções. Normalmente, as calhas são produzidas em aço galvanizado, ou seja, revestidos com uma camada de zinco para evitar a corrosão.

As características variam de acordo com o comprimento, tipo de telha, queda d’água e outros aspectos do local de instalação. Elas servem principalmente para proteção e evitar danos: os canais devem conduzir a água de maneira controlada para que não cause alagamentos, apodrecimentos ou umidade excessiva no ambiente.

Existem diferentes tipos de calhas e cada uma é responsável por uma função. A principal calha que há no mercado é a de PVC. Ela pode ser facilmente encontrada em lojas de materiais de construção e é muito prática na hora de limpar – no entanto, este modelo não é a melhor opção para construções onde será necessário coletar um alto nível de água. Já as calhas de alumínio são as mais adequadas para essa situação, pois são resistentes e sólidas. Possuem uma aparência diferente das calhas tradicionais e contam com acabamento melhor – além disso, elas também não enferrujam e podem receber aplicação de tinta.

Além destes modelos, existem também no mercado de construção as calhas de piso, que são utilizadas para o escoamento de águas de quintais, piscinas e áreas molhadas em geral