COMO ESCOLHER O REJUNTE CERTO DO SEU PISO E AZULEJO DE UMA VEZ POR TODAS!

Quando você chega na etapa de escolha de revestimentos de uma obra nova ou reforma, todo mundo adora palpitar em quais placas cerâmicas colocar. Hoje as casas de materiais de construção tem uma variedade gigante de placas, azulejos e porcelanatos com preços bastante competitivos. Mas todo mundo se esquece de escolher dois itens fundamentais para a qualidade final do revestimento:

Com o artigo de hoje, você nunca mais terá insegurança ou dúvida ao comprar o rejunte perfeito para sua obra porque vamos mostrar todas as dicas e macetes para você não perder os cabelos com descolamento, fungos, mofo, assentamento mal executado!

Vamos te explicar pra que serve e quais tipo de rejunte existem. É muito comum engenheiros experientes se esquecerem dos 3 tipos de rejunte e decidir com o palpite do vendedor da loja de pisos. Como essa decisão tem impacto muito grande na qualidade final do seu piso ou parede revestida, tome nota para acertar o rejunte da sua obra!

PRA QUE SERVE O REJUNTE?

O rejunte tem várias funções nos revestimentos cerâmicos.  Ele é um material que, além de auxiliar no desempenho estético do piso ou azulejo, preenche as juntas entre cada placa, garantido a regularidade superficial. Essa capacidade de vedar o revestimento, garante a estanqueidade, isto é, evita a penetração de água e umidade nas juntas e promovendo mais salubridade no acabamento.

Como o rejunte é um composto mais maleável que a cerâmica ou porcelanato, sua maior resiliência proporciona alívio de tensões do pano revestido. Essa capacidade facilitar a troca de placas cerâmicas, quando uma manutenção for necessária, seja para trocar peças quebradas ou dar manutenção nas instalações hidráulicas.